Quem sou eu

Minha foto
Comunicadora, Professora, fotógrafa e Cinefila

sábado, dezembro 18, 2010

Verdadeiro desabafo




Verdadeiro desabafo

(Qual a verdadeira razão pra se acreditar?)


Você que usou da minha inocência

Pra sair no lucro

Você que usou da minha boa vontade

Pra me iludir

Você que pegou na minha mão e disse que me afastaria dos medos do passado(como naquele poema)

E eu acreditei

Você que é igual ao primeiro e ao segundo

Fez minhas lágrimas cairem

Que não mais você, mas ele

Poderá me fazer feliz

Já que você me iludiu, me usou e foi igual aos demais

Deverás ficar sozinho

Ou passar o resto da vida se culpando

Pelas lágrimas que me fizeste derramar
Poema escrito depois de relutar muito e pensar de deveria ser publicado no blog, datado num final de semana triste e quente.

9 comentários:

Anônimo disse...

Oiii Helo, nossa lindo esse poema...ameeeeeeeeiii....Bjux

Anônimo disse...

Oiii Helo, nossa lindo esse poema...ameeeeeeeeiii....Bjux

Anônimo disse...

Que esse desabafo, seja seu último, Helô! a partir do momento que tiramos a mágoa do nosso coração, nos sentimos mais livres, a única coisa que ainda não aprendemos... é que os corações não são iguais!


Beijos,


Nine

dom orione disse...

Acho importante colocar as ideias no papel e expor de alguma forma o que sentimos, mas o mais importante mesmo é colocar em pratica no nosso cotidiano, beijos!!!

Paperdolls disse...

Helo que lindo seu bloguito ... altas poesias !

Analina Arouche disse...

Nossa, Helô! É preciso, realmente, desabafar. Tem hora que não dá, mais alguém precisa saber para nos sentirmos aliviadas... Tuas palavras emitem muita força apesar da dor "Já que tu me iludiste, me usou e foi igual aos demais. Deverás ficar sozinho"
Parabéns! Abraço.

Marta Pinheiro disse...

oh yeah...

Anônimo disse...

oi Flor adorei o poema vc disse td e mais um pouco bjos
Lene

dafne.core disse...

Sei que VOCÊ vai ler esses comentários esperando ser citado, mas não perca seu tempo, pois essa foi a última menção a sua memória que hoje não passa de motivo para minhas risadas e lamentações sobre alguns homens que assim como você, não valem a bala que deveria ser "enfiada" na cabeça.